segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Época desportiva de 2012: balanço final

Introdução  em jeito de conclusão

A época desportiva de 2012, ao serviço do Ateneu Artístico Cartaxense, representou para mim numa experiência e saldo extremamente positivos, quer em termos de resultados individuais e coletivos, como também pelo facto de a minha saúde e motivação me permitirem treinar e competir regularmente, proporcionado-me imensas horas de prazer na prática da modalidade que mais gosto, em conjunto com muitos amigos, colegas de equipa e adversários.

Ao longo da época que agora termina, alinhei à partida para vinte e três competições. Infelizmente e contra a minha vontade, não foi possível chegar à linha de meta em todas as competições. 

Em termos de categorias, ficou assim dividido: 
1) Cinco duatlos PorTerra;
2) Dois duatlos sprint, em estrada; 
3) Um duatlo super sprint por estafestas, em estrada;
4) Um duatlo standard, em estrada;
5) Seis triatlos sprint, em estrada;
6) Um triatlo super sprint por estafestas, em estrada;
8)  Três triatlos olímpicos, em estrada;
7) Quatro triatlos longos, na distância de 1/2 ironman;

Pontos negros

Preferia não ter que escrever as linhas que se seguem. Mas não posso evitar deixar registados dois momentos que me afetaram a vários níveis no decorrer da época de 2012: o primeiro momento, foi a desistência no Triatlo de Montemor-o-Velho, devido à corrente partida, a uma semana do Triatlo Longo de S.Jacinto; o segundo momento, mais grave e que poderia ter sido mortal, foi a queda no Triatlo de Lisboa, devido a um dos inúmeros buracos no pavimento da Avenida de Brasília, num percurso que a anterior direção da Federação de Triatlo de Portugal aprovou e que a Câmara Municipal de Lisboa impôs mas não fez qualquer reparação para minimizar o perigo eminente, comprovado pelas dezenas de quedas e consequentes desistências de triatletas. No meu caso particular, felizmente, posso estar a escrever estas linhas e ouvir as minhas filhas recém nascidas a chorar, mas as dores no corpo e o prejuízo de mais de dois mil euros, devido ao quadro da bicicleta partido e inutilizado, até ao momento mão foram compensados pela Câmara Municipal de Lisboa. Eis o resultado final, do qual ainda tenho expetativas em relação ao pedido de indemnização formalizado:














Pontos altos

Em termos de resultados desportivos, a nível coletivo, foi uma época extraodinária para o Ateneu Artístico Cartaxense, graças à regularidade na participação em provas por parte de um grupo restrito de atletas - no qual orgulhosamente me incluo -, os quais foram alcançando pontos e amealhando classificações que catapultaram a equipa até ao 13º lugar do Campeonato Nacional de Clubes Masculinos, num total de 61 equipas pontuadas.

Em termos de resultados individuais, consegui que dois dos três picos de forma desportiva planeados, resultassem em performances desportivas (para mim) de muito bom nível. Refiro-me aos seguintes resultados:
- 12º lugar absoluto, 11º sénior, 10º Português e 1º lugar no escalão 35-39 anos, em 4 horas 18 minutos e 4 segundos, no Campeonato Nacional de Triatlo Longo (1900m a nadar, 90 kms a pedalar e 21,1 a correr a pé), em S.Jacinto, Aveiro, e;
- 3º lugar no escalão 35-39 anos, no Campeonato Nacional de Triatlo por Grupos de Idades, em Peniche.

Outro resultado muito interessante foi alcançado através do 18º lugar absoluto, 10º Português, no Triatlo Longo Internacional de Lisboa, em 361 atletas chegados à meta.

Agradecimentos finais

Ao longa da época de 2012, quero agradecer em particular:
 - ao Ateneu Artístico Cartaxanse, na pessoa do José João Gameiro, por tudo o que me proporcionou de condições para competir ao longo da época;
- aos meus ex-colegas de equipa e ainda amigos do AAC, pela muitas horas de boa disposição, companheirismo e paciência. Não é fácil aturar-me a mim próprio e imagino como será com os outros;
- ao Bruno dias, meu treinador de natação no Benedita Sport Clube, pela amizade, ajuda, colaboração e muita paciência ao longo de duas épocas;
- à Benebike pelo apoio técnico e facilidades concedidas;
- à Megamaior, pelo apoio a nível informático;
- à JUZO e Ortomaior, pelas fantásticas meias de compressão.

Em preparação está a época de 2013, ao longo da qual, por certo, irei estar ainda mais limitado para treinar e sobretudo, para competir regularmente. Ainda assim, sempre que alinhar à partida numa competição, o clube ao qual irei pertencer na próxima temporada, poderá contar com a minha motivação, esforço e empenho para que o OEIRAS SPORT CLUBE / INTERNATIONAL POLICE ASSOCIATION e todos os patrocinadores da equipa sejam devidamente promovidos e dignificados, através da postura correta e dos resultados individuais e coletivos que se desejam vir a alcançar.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

15.ª CORRIDA DE NATAL DA AECRM | 16/12/2012 | Balanço

Mais uma corridinha pela fresca da manhã de domingo, 16 de dezembro, para completar as 4 voltas de 800 metros da curta prova da 15ª Corrida de Natal da AECRM.

Foi tudo muito bom, muito simples e muito rápido, incluindo a distância da prova. Foi de tal forma rápido que nem deu tempo para chover. E ainda bem! A organização, o público e os atletas agradeceram.

Desportivamente, a minha participação resume-se a isso mesmo: participei, diverti-me e dei o meu melhor! 

Mas tenho que me mentalizar: trabalhar nos turnos noturnos da empresa "Fradas & Biberões, Companhia Ilimitada", não é compatível com rendimento desportivo.

Resumindo: 
1) Distância: 3200metros
2) Tempo final: 11'17"
3) Resultados:
- 10º Absoluto
- 5º Sénior
- 3º Concelho

Próxima prova:
09 de Fevereiro de 2013 - 23ª Corrida “Mil Metros de Assentiz” (1km)
Organização: Junta de Freguesia de Assentiz
Apoio: Centro Recreativo e Cultural de Assentiz
 

Consulte:

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Calendário FTP 2013

A Federação de Triatlo de Portugal já divulgou algumas das competições a realizar em 2013. 

Trata-se apenas de um pré-calendário não definitivo, mas que já inclui algumas das principais competições a realizar na próxima época desportiva, em particular, os vários campeonatos nacionais. 

Portanto, já é possível começar a fazer algumas planificações com este aguçar do apetite, por parte da FTP. 


Então, já se sentem entusiasmados?

Mais informações em:

Federação de Triatlo de Portugal

domingo, 9 de dezembro de 2012

MERIDA RM Tour | Etapa 2 | Ribeira de S. João

No sábado, 17 de novembro de 2012, realizei a segunda etapa da iniciativa MERIDA RM Tour.

Apesar de não ser originário desta freguesia, devido à intensa atividade desportiva, ao longo de muito anos, realizei várias centenas de treinos e competições de Atletismo em Ribeira de S.João, em particular, na pista de atletismo em "cinza" do Campo de Jogos de Santa Bárbara, mas também alguns jogos de Futebol de 11 (INATEL) e a estafeta nacional do INATEL Ribeira de S.João - Foz do Arelho, além de várias rpovas do Torneio das Freguesias do Concelho de Rio Maior.

Freguesia criada em 16 de Maio de 1984 é atravessada pela E.N. 114 e situa-se a 8 Km a sul da sede do concelho e a 22 Km de Santarém. Tem 7,99 Km2 de área e 579 habitantes (censos 2001). Trata-se de uma zona agrícola, sendo a indústria e a pecuária, as suas atividades principaisOs locais a visitar são: a Capela de Nossa Senhora da Barreira, as várias fontes, das quais destacamos a Fonte da Alouzela onde está inserido o Parque de Merendas (70 pessoas sentadas), sendo um dos melhores do concelho, a sede da Freguesia, o Centro Cívico e o Largo Luís Calado Vicente, e a Quinta da Ferraria. Projetos: construção do Lar de Idosos “A Casa da Ribeira” (18 quartos).
 
Orago: Nossa Senhora da Barreira, cujos festejos tradicionais em sua honra remontam a 1894 e realizavam-se no Domingo do Espírito Santo.


Sobre o passado e o presente da freguesia de Ribeira de São João, podem ser consultadas mais informações nas seguintes ligações:
  
MERIDA RM Tour tem o apoio de:

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Família feliz

Tal como o dinheiro da troika, a felicidade tem chegado em tranches: em 1996 fez-se um contrato; em 2001 selou-se o contrato; em 2005 veio a primeira dose de alegria e felicidade extra em formato elétrico; em 2012 vem uma dose dupla de felicidade, beleza e ternura, para termos uma casa cheia de alegria, felicidade e amor.

Portanto, uma família numerosa e feliz!
A minha assinatura abreviada de "TriPP" tem agora um duplo significado: se antes era "Triatleta Pedro Pinheiro", agora também será "Tri Papá" :-D
 
Desportivamente, tenho o problema resolvido quando me lesionar mais a sério, ou quando tiver juízo e reformar-me das competições, visto que, tenho um/a herdeiro/a para cada segmento do Triatlo.

Saúde e felicidades para todos!

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

"Um homem também chora, quando assim tem de ser"

...e se o motivo for de alegria e se sentir plena felicidade, tanto melhor.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Foto motivacional

Estás motivado e queres treinar na rua mas...
- está frio?
- está escuro?
- está a chover?

Não seja por isso!

Toma lá uma paisagem inspiradora e romântica para correres sem saíres do mesmo lugar!

Equipamento BH Fitness F4 fornecido por:

Benebike - Loja das bicicletas, em Benedita

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

21º Troféu Vítor Barata | 24/11/2012 | Balanço

No sábado, 24 de novembro de 2012, participei numa prova de Atletismo em estrada, na Vila da Marmeleira, mais concretamente, no 21º Troféu Vítor Barata (6km).

Mas não é a foto da esquerda que regista essa atividade. Nessa, estou eu e o Ricardo Silva, num mano-a-mano, no escalão de 13 aos 15 anos em...1989!
 
Resumo:
 
24 de Novembro de 2012 - 21º Troféu Vítor Barata (6km)
Organização: Casa do Povo da Vila da Marmeleira
Apoio: Junta de Freguesia de Vila da Marmeleira
- 4º Absoluto
- 3º Sénior
- 2º Concelho 
 
Próxima prova:
16 de Dezembro de 2012 - 15ª Corrida de Natal da AECRM (4km)
Organização: Associação Empresarial do Concelho de Rio Maior

Consulte:

sábado, 24 de novembro de 2012

Federação de Triatlo de Portugal: resultados das eleições

Parabéns!

Venceu a lista B!


Fernando Feijão, 57 anos, é o novo presidente da Federação de Triatlo de Portugal (FTP), tendo sido eleito esta noite com 54 votos a favor e 38 contra. 
  
Urge pacificar, reunir e unir a grande família de todos os que amam a modalidade do Triatlo.
É uma grande responsabilidade, e vai requerer muito esforço e paciência, mas com paixão e realismo vão conseguir.
LISTA B
 
Presidência
  • Fernando Henriques Feijão
Assembleia-Geral
  • Presidente: Carlos Alberto Henriques Raimundo
  • Vice-Presidente: Francisco António Rente Reis
  • Secretário: Carlos Manuel Santos Silva
  • Suplente: Nuno Miguel Belchior Barão Almeida
Conselho Fiscal
  • Presidente: Leandro Rodrigues da Graça Silva
  • Vice-Presidente: Pedro Nogueira da Silva
  • Vice-Presidente: João Maria Azedo Medeiro
Conselho de Arbitragem e Competições
  • Presidente: Nelson Laranjeira da Silva
  • Vice-Presidente: Pedro Miguel Cardoso Cordeiro
  • Vice-Presidente: António José da Costa Fernandes Coelho de Moura
  • Vice-Presidente: Manuel Joaquim Neves Rodrigues
  • Vice-Presidente: Luís Filipe Rijo Domingos
Conselho Disciplina
  • Presidente: Maria Luísa Albuquerque Dias Mariano dos Santos
  • Vice-Presidente: Américo de Jesus Ferreira
  • Vice-Presidente: Carlos Alberto Trindade Monteiro
Conselho de Justiça
  • Presidente: Fernando Manuel Abreu Cunha
  • Vice-Presidente: Luís Filipe Reis Coelho Lopes
  • Vice-Presidente: Carlos Alberto Gomes de Sousa 

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Federação de Triatlo de Portugal: eleições

Amanhã, sábado, 24 de novembro de 2012, será dia de eleições para os corpos sociais da Federação de Triatlo de Portugal.

Finda um ciclo de 16 anos, sob a presidência de alguém que ficou com o mérito de colocar a FTP num ponto muito acima daquele em que se encontrava no início, mas simultaneamente, não deixa saudades nenhumas, pela forma como interagiu - frequentemente, mais por não interagir -, com os vários agentes da modalidade, impondo decisões, afastando os críticos e punindo os opositores. São tempos que não mais queremos que voltem. 

A sociedade, a economia e por inerência, o desporto vão passar tempos ainda mais difíceis. É por isso tempo de paz na modalidade, de aproximação e conjugação de esforços por parte de todos os agentes desportivos, em torno do Triatlo e para o Triatlo em Portugal. O Triatlo precisa, o Triatlo merece!

Como praticante -  e também já fui dirigente desportivo -, da modalidade, conheço bem os dois candidatos a presidente da FTP, porque nos habituámos ao contacto regular em diferentes ambientes relacionados com a modalidade.

Claramente, a lista A, do candidato Paulo Alves, estará mais vocacionada para a continuidade do bom trabalho realizado até ao momento, ao longo de 16 anos de mandato do anterior presidente. Se vencer, espera-se que o presidente Paulo Alves, tenha uma postura de maior diálogo com todos os agentes desportivos e implementação das propostas válidas.

Claramente, a lista B, do candidato Fernando Feijão, estará mais vocacionada para um enorme ruptura com uma parte significativa de erros cometidos pela anterior direcção. Se vencer, espera-se que o presidente Fernando Feijão, além do diálogo com todos os agentes desportivos, concretize uma gestão financeira muito mais rigorosa e equilibrada, do que aquela que se tem vindo a agravar nos tempos mais recentes.

Pessoalmente, preferia um trabalho conjunto de todos os agentes desportivos e candidatos aos órgãos sociais da FTP, porque em ambas as listas, existem pessoas que podem (continuar a) dar um grande contributo para a contínua evolução da modalidade. Mas desde que, e acima de tudo, nas suas práticas diárias estivesse o superior interesse do Triatlo em Portugal.

Mas como tal não é possível, ao fim de 16 anos, a modalidade carece de um ponto de ruptura, sem que isso deva representar um afastamento da modalidade, por parte dos elementos da lista derrotada.

Finalizando, quem vencer que trabalhe em equipa com paixão e realismo para mais e melhor Triatlo em Portugal!

Mais informações sobre o processo eleitoral em:

quarta-feira, 21 de novembro de 2012


Apresento-vos o portal "A Minha Corrida". Como o próprio nome indica, neste espaço virtual, criado pelo corredor a pé Carlos Lopes, podem encontrar muita informação sobre calendários de provas, planos de treinos, galeria fotográfica, dicas sobre treino, ligações para outros sites e blogues, nutrição e saúde e outras utilidades. 

A equipa do portal é constituída por:

Coordenador
Nome: Carlos Lopes
Email: aminhacorrida@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/aminhacorrida

Coordenador Técnico
Nome: Rui Estrelinha
Email: ruiestrelinha@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/ruiestrelinha

Personal Trainer (Licenciada em Condição Física e Saúde no Desporto)

Coordenador
Nome: Albisio Fernandes Magalhaes
Email: bi6936@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/albisiofernandes.magalhaes

Coordenador
Nome: Rui Manuel Cunha Campos
Facebook: http://facebook.com/camposrunner

Visitem porque vale a pena!



domingo, 18 de novembro de 2012

25º Torneio de Atletismo das Fregueisas - Balanço

Após serem cumpridas 3 provas do 25.º Torneio de Atletismo das Freguesias do Concelho de Rio Maior 2012/2013, apeteceu-me fazer um breve balanço da atividade. 

Em termos gerais, cada prova tem um formato muito simples, prático e rápido a diversos níveis. Começando pela inscrição gratuita e pouco tempo antes do início das provas, cada prova é realizada num circuito com pouca distância, variando o número de voltas de acordo o escalão e género. Todas as provas têm cronometragem manual e registo manuscrito das classificações. A prova principal é que conta com mais participantes, por incluir atletas dos 16 aos 99 ou mais anos de idade. No final, por vezes há duches quentes, e são entregues os prémios aos melhores classificados individuais e coletivos, e depois do lanche oferecido pela organização, podemos todos regressar a casa, satisfeitos por termos feito algo que muito nos agrada e dá prazer em ambiente muito descontraído.  

Da minha parte, fui um dos atletas pioneiros deste torneio, e presença muito assídua durante vários anos. Esta época, devido à necessidade de manter uma boa preparação física, sem gastar muito dinheiro em inscrições e deslocações, decidi regressar às origens. Foi uma decisão 100% acertada!

Resumo da minha participação:

1. 27 de Outubro de 2012 - 2ª Légua das Correias
Organização: Centro Conv. Rec. e Cultural. de Correias
Apoio: Junta de Freguesia de Outeiro da Cortiçada
- 5º Absoluto
- 3º Sénior
- 2º Concelho

2. 03 de Novembro de 2012 - 14ª Volta à Freguesia de Asseiceira - Troféu Jorge Ribeiro (7km)
Organização: Junta de Freguesia de Asseiceira
- 6º Absoluto
- 2º Sénior
- 1º Concelho

3. 18 de Novembro de 2012 - Grande Prémio Ribeirense (6km)
Organização: - Assoc. Físico Cultural da Ribeira de S. João
Apoio: Junta de Freguesia da Ribeira de S. João
- 5º Absoluto
- 2º Sénior
- 2º Concelho

Próxima prova:

24 de Novembro de 2012 - 21º Troféu Vítor Barata (6km)
Organização: Casa do Povo da Vila da Marmeleira
Apoio: Junta de Freguesia de Vila da Marmeleira

Consulte:

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

MERIDA RM Tour | Etapa 1 | S. João da Ribeira

No domingo, 11 de novembro de 2012, realizei a primeira etapa da iniciativa MERIDA RM Tour. A sessão domingueira, como é habitual, a solo, cumpriu mais alguns objetivos: i) experimentei a nova bicicleta MERIDA Scultura Evo, impecavelmente montada e afinada na BENEBIKE - Loja das bicicletas em Benedita, pelo mecânico e campeão Marco Sousa, ii) dei início (assim o espero) aos treinos regulares de ciclismo, iii) regressei às origens.
Torre Mourisca, datada de 1111

Acerca deste último ponto, efetivamente, apesar de habitar e trabalhar na freguesia de Rio Maior, sou originário de uma pequena aldeia que não tem barcos, mas que se chama Vale de Barco, a qual pertence à freguesia de S. João da Ribeira. Foi na sede de freguesia, em salas de aula junto à Igreja Matriz, que completei o 1º ciclo do ensino básico. Naquele largo enorme, nos muros e nas árvores, passei longas horas a brincar com os meus colegas de geração. Por breves momentos, recordei memórias passadas, datadas do período de tempo entre 1980 e 1984. 
 Fontanário junto ao largo da igreja

Sobre o passado e o presente da freguesia de S. João da Ribeira, podem ser consultadas mais informações nas seguintes ligações:
3. Cidadania RM - Rio Maior:
    - Vale de Barco 2
    - Vale de Barco 3

MERIDA RM Tour tem o apoio de:



domingo, 11 de novembro de 2012

MERIDA Scultura Evo

Depois do acidente no Triatlo de Lisboa de 2012, o anterior quadro ficou em tal estado que, muito dificilmente, alguém iria conseguir fazer uma reparação e pintura, ao ponto de garantir a fiabilidade total do quadro. Criada a incerteza, e avaliando os valores e tempo envolvidos na reparação e pintura, após aconselhar-me bem, fui forçado a procurar um susbtituto.

Convém deixar aqui bem claro o seguinte: até ao momento, e após vários contactos, além de lamentos sobre o sucedido, nenhuma das entidades responsáveis pela organização do evento assumiu qualquer tipo de responsabilidade, parcial ou total, sobre o percurso da prova e em particular, o estado degradado do piso onde se desenrolou o segmento de ciclismo. Tendo em conta que foi exclusivamente devido aos muitos buracos na Avenida de Brasília, em Lisboa, que se verificaram várias quedas, muitos furos, milhares de euros de material danificado e dezenas de desistências, custar-me-à muito saber que terei de suportar todas as consequências resultantes de uma ocorrência que, de todo, não foi por mim originada. Mas ainda espero mais uma resposta, e enquanto não a receber, vou continuar a acreditar que existem pessoas com bom senso e responsáveis.

Voltando ao assunto principal desta mensagem, formulei várias opções para resolver em definitivo o assunto e após uma procura muito intensa, recebi algumas excelentes propostas, fosse para a solução mais económica ou para a solução mais lógica e definitiva. Em tempos de contenção financeira, fui forçado a recorrer às poupanças e optar por uma solução equilibrada e cómoda, que me permitisse aplicar todos os componentes e acessórios do anterior quadro; com qualidade e reputação garantidas, em proximidade geográfica, por um preço justo, com assistência técnica rápida e eficaz e com facilidades de pagamento. 

A decisão final recaiu sobre um quadro altamente fiável, largamente testado e aprovado, de uma marca de topo em termos de reputação: o MERIDA Scultura Evo de 2012, na BENEBIKE - Loja da bicicletas, em Benedita.

Recebida no sábado, 10 de novembro de  2012, o kit de quadro - com 5 anos de garantia -, contava com: quadro, forqueta, caixa de direcção e espigão de selim em carbono. Após montados todos os componentes e acessórios, incluindo, os extensores, os pedais, o ciclocomputador e 2 suportes para bidões, a bicicleta pesa 7850 gramas.

Esquecendo o azar que tive, bem como, o esforço financeiro para voltar a ter uma bicicleta para as competições, espero poder dedicar muito tempo a pedalar numa bicicleta pertencente à empresa que é "apenas" a 2ª maior produtora mundial de bicicletas: a MERIDA.

A estreia será na primeira etapa da iniciativa MERIDA RM Tour

MERIDA Bikes - Feel the heat!

sábado, 10 de novembro de 2012

MERIDA RM Tour

A MERIDA RM Tour é a minha iniciativa mais recente. Para saber mais, clique sobre a foto que se segue.

domingo, 4 de novembro de 2012

Do ver ao fazer, vai a distância de um sofá

Terminaram em agosto e setembro, os maiores eventos desportivos à escala platenária: os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres.
Sempre que um atleta português não atingiu os seus obetivos e deu o seu melhor do momento, também eu fiquei triste. Mas não fico frustrado, dececionado ou ofendido, porque esse sei que esse atleta esforçou-se ao longo de um longo processo de treino para atingir um nível de performance que a esmagadora maioria do comum dos cidadãos não consegue atingir, mas deve admirar, apoiar e, sobretudo, RESPEITAR!

A conquista da medalha de prata por parte dos dois canoítas nacionais, por certo, ajudou imensos portugueses a reduzir a tensão arterial, a baixar o mau colesterol, a perder a banha, e a melhorar o estado de humor, mas também a abandonar o álcool, as drogas e os anti-depressivos que andavam a tomar abusivamente, a modos que, para aliviar a frustração de ainda "não termos" qualquer medalha nesta edição dos JO. Inclusivamente, está em negociações entre o governo e o COP a atribuição de dividendos a todos os portugueses que contribuíram com os seus impostos para a preparação dos atletas medalhados.

De uma vez por todas, todos os cidadãos nacionais, deveriam alterar a sua perceção, a sua  prática, o seu apoio e a sua compreensão em relação à atividade física em geral. Se TODA a população portuguesa fosse mais educada desportivamente, teríamos, por certo, pessoas mais felizes, menos obesas, menos deprimidas e mais competitivas no seu dia-a-dia e, talvez, surgiriam mais alguns campeões.

Porém, a esmagadora maioria, limita-se a assistir para a eliminação de um atleta português e afirmar taxativamente "que não se esforçou" e que "limpou 1300€/mês de subsídios do estado para ir passear a Londres".

Os ignorantes e frustrados que proferem este e outro tipo de afirmações, nunca sonharam sequer com
aquele nível de exigência desportiva, mas têm a soltura na línguas e nos dedos mais que suficiente para deixar registadas tamanhas parvoíces! 

Saberão, minimamente, algo sobre os sentimentos do atleta português, no momento em que não alcança o objetivo definido para a mais importante competição desportiva do mundo?

Claro que não!

Se a relação causa-efeito é assim tão fácil de aplicar ao desporto de alto rendimento, ou seja, "está a participar em nome de Portugal, então tem que ganhar uma medalha",
afinal:

- temos bombeiros e meios de combate ao fogo, e por que existem fogos?
- temos segurança no trabalho, e por que motivo continuamos a ter mortes em contexto de trabalho?
- os carros têm travões, e por que motivo existem acidentes?
- temos o melhor jogador da Europa, e porque não foram campeões europeus de pontapés na bola?
- temos políticos profissionais, e por que motivo estamos quase falidos?

Será que basta ter 1300€/mês (poucos atletas olímpicos recebiam esta verba!) e têm que ganhar medalhas? Caso contrário, estão a passear à conta dos nossos impostos?

Seguindo esta linha de pensamento, só entrariam em competição os atletas e equipas que garantissem, por contrato, asseguram medalhas para os seus países. E se não ganhassem teriam que devolver todo o dinheiro investido?


Por contribuirmos com uns míseros euritos dos nossos impostos para a preparação dos atletas olímpicos, teremos o direito de exigir medalhas aos nossos atletas?

Seria caricato, se os atletas pagassem toda a preparação olímpica do seu bolso e apenas se conquistassem medalhas, teriam direito a receber as bolsas de apoio do estado. Será que é  assim que se faz nos Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha?

É mais fácil ver do que fazer. 

É mais fácil desejar os resultados, do que trabalhar para os alcançar. 


É mais fácil dizer que não se obteve resultados porque não se quis, do que passar pelo sentimento de frustração de não se conseguir cumprir com as suas próprias expetativas. 


É o fado de um povo invejoso!


Muito ignorantes, mesmo!

Por último, lanço um desafio à consciência (para os que a têm!) de cada um dos críticos de algibeira:
E tu, em que lugar do ranking mundial da tua profissão te encontras?

Bons treinos: 3 a 5 x semana, no mínimo durante 30 minutos!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Não parem de pedalar

A época competitiva está a chegar ao fim, os dias têm menos luz solar, o frio começa a fazer-se sentir e a chuva já cai com frequência. Sair para treinar ciclismo, poderá ser impossível ou, se for possível, será desconfortável e, em algumas circunstâncias, muito perigoso.

Porém, para de fazer atividade física, mais concretamente, não treinar ciclismo, não deve ser uma opção. 

Para quem tem ou vai adquirir um rolo de treino/cycle trainer ou bicicleta de indoor cycling, segue uma hiperligação com muitas dezenas de ficheiros em formato pdf, com conteúdos em língua inglesa, sobre: princípios básicos do treino, testes de condição física, sessões de treino do mês e sessões de treino por objetivo/zonas de treino.

Está tudo AQUI

Leiam, informem-se, treinem, suem, divirtam-se e fiquem em forma!

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Cavalo troikiano

Ora, cá esta ela! A solução para uma bicicleta de treino está encontrada e estava mesmo à vista na minha garagem, presa ao rolo de treino e ansiosa por ser libertada para cumprir a missão para a qual foi criada.

Com o alto patrocínio dos buracos da Avenida de Brasília em Lisboa, esta fantástica aquisição na www.lusobike.com, nunca tinha sido utilizada no asfalto. Mas a lei troikiana, da  autoria da empresa pública Pinócrates, Coelhinho &; Desgaspar, Companhia de Ricos, Corruptos e Ladrões Ilimitada, obrigou-me a olhar em redor e reutilizar o que já existe, em vez de investir precipitadamente num negócio de um novo cavalo. Claro, para já, fica a perder uma qualquer empresa nacional, dando assim o meu contributo para o afundamento da economia nacional, reflexo dos níveis de consumo cada vez mais baixos.

Não vale a pena insistir, porque não irei enumerar as fabulásticas características topo de gama desta máquina devoradora de quilómetros. Basta deixar registado que pesa uns generosos 11,5kg, ou seja, quase tanto como o Fernando Mendes em pico de forma.

Portanto, daqui em diante irei fazer com que esta máquina de musculação em movimento sue a bom suar, ao longo de vários treinos em estrada, e estão já garantidas longas horas de massagens nas pernas e nas nalgas, muito embora, em relação a esta sensível e almofadada zona corporal, de todo, não estarei a pensar abdicar do selim ou de um bom calção. Sim, porque este (des)governo pode retirar-nos muita coisa, mas não nos pode obrigar a todos a ser como aquele "conde" sem sangue azul.

Um bem haja e boas pedaladas!

domingo, 28 de outubro de 2012

Procuro quadro novo ou usado

Continuo à procura de quadro e forqueta em carbono, novo ou usado, com garantia, em tamanho 525 -535 mm no top tube, para substituir este que faleceu, vítima de um buraco que se atravessou propositadamente na estrada. 
Se quiserem, podem divulgar pelos vossos amigos e conhecidos lojistas ou representantes de marcas.
Contactos: pedrommpinheiro@gmail.com ou 965345520

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Clube de Natação de Rio Maior: Triatlo/Natação(masters)

O Clube de Natação de Rio Maior, para a época desportiva de 2012-2013, irá iniciar a atividade de Masters em Natação e Triatlo.

Para treinos de natação, foram disponibilizadas as seguintes informações:

- Manhãs (1pista):
2ª/4ª/6ª – Piscina de 25metros das 8:00 às 10:00
3ª/5ª/Sáb. – Piscina de 50metros das 8:00 às 10:00

- Tardes (1pista):
2ª/3ª/4ª/5ª/6ª – Piscina de 50metros das 17:00 às 18:30

- Noites (1pista):
2ª/3ª/4ª/5ª/6ª – Piscina de 50metros das 20:00 às 21:30

- Podem entrar nas instalações no máximo 30minutos antes. E deverão fazê-lo pela entrada da Piscina de 50metros.

- A mensalidade no CNRM é de 25€ e inclui a filiação na natação, a prescrição dos treinos de natação e acompanhamento técnico (consoante a disponibilidade).

- Caso exista algum interessado é só entrar em contato:

Nuno Ricardo
Skype: nunoricardo.tri

terça-feira, 23 de outubro de 2012

25.º Torneio de Atletismo das Freguesias

25.º Torneio de Atletismo das Freguesias do Concelho de Rio Maior 2012/2013

Regulamento:
O Regulamento do Torneio de Atletismo das Freguesias do Concelho de Rio Maior, para a época de 2012/2013, é o seguinte:
1. Escalões etários:
Infantis (até 12) Masculinos e Femininos
13-15 anos Masculinos e Femininos
Juniores (16-18) Masculinos e Femininos
Seniores (19-39) Masculinos e Femininos
Veteranos (+40) Masculinos
* Para as idades dos atletas, considera-se o dia 31 de Dezembro de 2012, não havendo lugar à mudança de escalão durante o ano de 2013.
2. A pontuação a atribuir aos atletas em cada prova é a seguinte:
1º classificado – 12 pontos; 2º classificado – 10 pontos; 3º classificado – 8 pontos; 4º classificado – 7 pontos; 5º classificado – 6 pontos; 6º classificado – 5 pontos e assim sucessivamente até ao 10º classificado que terá um ponto.
2.1. A fim de incentivar a participação, a cada atleta serão ainda acrescentados dois pontos de presença, seja qual for o seu lugar na classificação.
3. Para fazer parte da classificação final do Torneio, cada atleta deverá participar em pelo menos metade das provas do mesmo.
Os casos omissos neste regulamento regem-se pelas normas internacionais das corridas em estrada.
O calendário é o seguinte:

27 de Outubro de 2012 - 2ª Légua das Correias
Organização: Centro Conv. Rec. e Cultural. de Correias
Apoio: Junta de Freguesia de Outeiro da Cortiçada

03 de Novembro de 2012 - 14ª Volta à Freguesia de Asseiceira (7km)
Organização: Junta de Freguesia de Asseiceira

18 de Novembro de 2012 - Grande Prémio Ribeirense (6km)
Organização: - Assoc. Físico Cultural da Ribeira de S. João
Apoio: Junta de Freguesia da Ribeira de S. João

24 de Novembro de 2012 - 21º Troféu Vítor Barata (6km)
Organização: Casa do Povo da Vila da Marmeleira
Apoio: Junta de Freguesia de Vila da Marmeleira

16 de Dezembro de 2012 - 15ª Corrida de Natal da AECRM (4km)
Organização: Associação Empresarial do Concelho de Rio Maior

09 de Fevereiro de 2013 - 23ª Corrida “Mil Metros de Assentiz” (1km)
Organização: Junta de Freguesia de Assentiz
Apoio: Centro Recreativo e Cultural de Assentiz

30 de Março de 2013 17ª Légua de Vale de Óbidos (5,5km)
Organização: Junta de Freguesia de Rio Maior
Apoio: Assoc. Recr. Desportiva e Cultural de Vale de Óbidos

05 de Maio de 2013 10ª Dupla Légua de Arrouquelas (10km)
Organização: Associação Recreativa e Cultural de Arrouquelas
Apoio: Junta de Freguesia de Arrouquelas