domingo, 25 de abril de 2010

Triatlo Longo de Lisboa 2010: Rescaldo

Um dia excelente para a prática da modalidade, para a organização, para o público, e, claro está, para os triatletas que alinharam à partida do Triatlo Longo de Lisboa, realizado no Sábado, 24 de Abril de 2010, no Parque das Nações. Efectivamente, a modalidade merece muito maior divulgação e muito mais público; no dia anterior, vi filas de gente a pagar bilhete para ir ver os pontapeadores de bola no Pavilhão Atlântico. Enfim, uma questão cultural a ultrapassar.

Nestes assunto, tal como em outros, não gosto de mandar recados e tive a oportunidade de dar os parabéns pelo evento a um super-cansado Paulo Leite. No contexto do Parque das Nações, a existência da prova só por si, já é uma vitória. Por isso, pedir melhor água na natação e melhor piso na corrida, neste caso, não tem cabimento. Mas lá pedi mais uns WC`s - com papel higiénico -, e estacionamento gratuito/com desconto para quem vem de carro para o local da prova; é que os funcionários da EMEL não perdoaram nem um bocadinho.
Para mim foi muito agradável fazer uma prova com tantos triatletas, cada um com o seu objectivo pessoal, com o seu estilo, mas sempre com aquele empenho e prazer em fazer a coisa bem feita para chegar à linha de meta.

Se tudo correr bem, lá estarei para o ano que vem.

No que diz respeito à minha prestação e sensações pessoais, a coisa foi mais ou menos assim:

- Natação: despachei-me cedo e tive tempo para fazer aquecimento, numa água que se suportava muito bem em termos de temperatura e de...sabor. Por não gostar de boxe dentro de água, e festinhas só quero receber de quem eu deixo e gosto, lá evitei o contacto físico da primeira volta, encostando-me mais para a esquerda, para na segunda volta, traçar uma rota mais directa às bóias e aumentar o ritmo de braçada. A estratégia resultou bem e consegui fazer um parcial interessante neste segmento, tendo em conta a preparação efectuada até ao momento.

- Ciclismo: sendo o meu segmento mais forte do momento, a experiência aconselhava-me muita prudência para não abusar do ritmo. Ainda assim, na primeira das 4 voltas, com o entusiasmo de estar a ultrapassar outros atletas, abusei um pouco, e tive que corrigir esse deslize nas 3 voltas seguintes. De resto, foi um passeio muito interessante e agradável à beira do Tejo, durante o qual percebi que estou muito bem encaixado na minha fantástica CEEPO Venom. Ao longo do percurso de ciclismo, cumpri o que tinha planeado, ou seja, pedalei sem forçar o ritmo, bebi e comi regularmente, poupando reservas para o terceiro e último segmento da prova.

- Corrida: após 90 quilómetros de bicicleta, fazer 4 voltas de corrida a pé, num percurso que não conhecia e que se revelou muito desgastante, pela irregularidade dos diferentes tipos de piso, e pelas muitas curvas e retornos, que dificultavam a manutenção de um ritmo constante, foi uma tarefa muito difícil, em especial, a partir da 3 volta, inclusive. Quanto acabei o ciclismo, não sabia minimamente como iria reagir o meu organismo a tantos quilómetros e tempo de corrida a pé. Com muita prudência, uma vez mais, refreei o ritmo na primeira das 4 voltas, e à medida que me fui apercebendo que aquele era o ritmo adequado para chegar ao final, todo o esforço foi dirigido para manter as passagens a cada volta na casa dos 20-21 minutos, isto é, ligeiramente acima dos 4 minutos por cada quilómetro. Ainda consegui recuperar mais algumas posições neste segmento, e num derradeiro esforço, cheguei à linha de meta a sprintar com outro triatleta.

Como seria de esperar, e à medida que a temperatura corporal foi baixando, as dores no corpo foram aparecendo, em particular, nos gémeos e Tendões de Aquiles. Também tenho que ir ao Ebay ou ao Miau ver se por lá se vende uma caixinha com pele e unhas para os pés, visto que as anteriores, já eram.

Resultados finais:
1. Natação (1900metros): 33'54";
2. Ciclismo (90 quilómetros): 2h26'25";
3. Atletismo (20 quilómetros): 1h22'54";
4. Tempo final: 4h27'01";
5. Classificação final absoluta: 48º lugar (372 triatletas à partida e 359 triatletas na linha de meta);
6. Classificação final no escalão 35-39 anos: 9º lugar (95 triatletas);
7. Classificação final absoluta, entre portugueses: 18º lugar (135 triatletas);
8. Classificação final absoluta, entre portugueses, escalão 35-39 anos: 5º lugar (38 triatletas).

Mais informações sobre a prova em:
- Federação de Triatlo de Portugal;
- Triatlo Longo de Lisboa.
Em termos de provas de Triatlo de Média/Longa Distância, Aveiro espera-me, prometendo a mim mesmo que vou treinar um pouco mais o ciclismo e a corrida, agora que o Sol veio para ficar, e no Triatlo Longo de Aveiro farei mais um test-drive.

9 comentários:

miguel lopes disse...

Caro amigo

Parabéns pela excelente prova. O tempo do atletismo deve estar mal, pois 1h e 2 seria um tempo canhão :)

Quanto à água de Aveiro, queria apenas dizer-te que é certamente menos poluida do que aquela onde nadámos em Lisboa. Provavelmente não sabes ainda onde vai ser a natação.

Mais uma vez parabéns, fizeste uma excelente prova.

Triatleta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Triatleta disse...

Olá Miguel,

Obrigado pelo elogio. Fiz literalmente o que o meu corpo me permitiu; não dava mais.

O tempo da corrida já está corrigido.

Correu-te bem a prova?

De facto, não sei onde vamos nadar em Aveiro, mas sei onde têm nadado e não é nada agradável. Se mudarem para melhor, acho positivo.

Boa recuperação e até breve.

paulo disse...

Boa Prova Pedro ,estive lá mas ainda não foi desta que te pude cumprimentar,espero que a scienceinsport tenha constituido algum auxilio no meio daquela "dureza" toda. abraço

Triatleta disse...

Olá paulo,

Obrigado!

Foi a dosagem perfeita: Go Electrolyte e GO Gel da Science in Sport - SIS, durante o Ciclismo, e GO Gel durante a corrida. Digestão fácil e rápida, sem azia, nem cólicas e as reservas energéticas com a disponibilidade suficiente para chegar à linha de meta a sprintar :-)

Abraço.

david caldeirao disse...

gosto mais assim ;-)
estás finalmente de volta ao TRIATLO e isso é de comemorar...., agora não há volta a dar, vai ser sempre a melhorar!!!
boa prova ;-)

Triatleta disse...

Obrigado David!

Mas quem fez um bom resultado foste tu.
Sim, agora que estou de regresso, quero ver se não perco este vício.
Até breve!

Nuno Neves disse...

Pois é Pedro... Iniciaste e agora em menos de nada estarás a um bom nível!

Baixar das 4h30 para quem teve tanto tempo parado e com uma pequena limitação no segmento de natação... é sempre de tirar o boné!! :)

Triatleta disse...

Tu e malta da tua equipa estiveram em bom plano, a valiar pelos resultados finais.

Vamos ver se consigo suportar o aumento de carga para melhora um pouco na corrida.

Mas estás enganado; eu não tenho qulquer limitação na Natação, tenho sim, o corpo em forma de arrastão e vai daí que fico cá para trás com o peixe graúdo e mais lento. :-)
Até bre e boa recuperação.