sábado, 17 de setembro de 2011

2012?

Após realizar a prova definida como o principal objectivo da época - largamente falhado! -, seguiu-se a normal crise de motivação e a consequente diminuição da frequência, duração e intensidade dos treinos, nos meses de julho e agosto.

O tempo costuma ser bom conselheiro, auxiliando o processo de análise e reflexão, contribuindo assim para a definição daquilo que se pretende atingir no futuro.

Por outro lado, a péssima ação dos sucessivos governantes(?) impõe às famílias limitações financeiras e maior rigor na gestão do orçamento familiar.

Porém, após 25 épocas desportivas sucessivas a treinar e competir, parece-me que ainda não tenho vontade de parar por aqui e descansar. Se há algo que me dá imenso prazer fazer é treinar e competir, especialmente se o puder fazer com a sensação de que me estou a deslocar rápido, com o coração acelerado e os músculos tensos. Não importa vencer, desde que ganhe a mim próprio!

Perspectivo para a época desportiva de 2012, algo diferente das 2 épocas anteriores. Em 2010 regressei ao triatlo, mas tive dificuldade em readquirir rotinas de treino, servindo essa época de base de treino para 2011. Ao longo da presente época, treinei mais e melhor, e obtive resultados muito interessantes para a idade e estatuto de amador. Nas 2 épocas anteriores, apostei em provas internacionais como objectivo principal e é aqui que reside uma das principais diferenças para a próxima época, ou seja, não há dinheiro para grande eventos internacionais. Mas também não há tempo suficiente, nem motivação, para treinar de forma adequada, tendo em vista um objectivo ambicioso e realista para o triatlo de longa distância.

Concluindo, pretendo que a época de 2012 seja direcionada para competições internas (triatlo, duatlo, natação, ciclismo, atletismo), em particular, os vários campeonatos nacionais de triatlo e duatlo. Quanto ao processo de treino desportivo, tentarei cumprir as rotinas de treino de forma regular, visando sobretudo melhorar a técnica na natação e a velocidade de deslocamento/ritmo de competição nos 3 segmentos.

Quanto a clubes e equipas...bom...a não ser na natação - continuidade no Benedita Sport Club Natação -, nada está definido em concreto. Quer isto dizer que, caso alguém entenda que poderei dar um contributo positivo a uma equipa, estou tão receptivo à continuidade como à mudança de clube, desde que existam garantias de que o compromisso (objectivos, condições materiais, dinâmica do grupo, comunicação) assumido inicialmente entre as partes, seja cumprido ao longo de toda a época, sobretudo através do contacto regular entre atletas, técnicos e dirigentes. Ou então, para não importunar quem quer que seja, irei representar-me a mim próprio, competindo individualmente.

Está escrito!

2 comentários:

Pedro Brandão disse...

Oi Pedro. SEja em que competições for com que clube for, o que interessa é que mantens o gosto pelo desporto e pela vida saudável. Afinal isso é o que interessa no fim de contas.
Grande abraço.

Triatleta disse...

Sim Pedro, a intenção é continuar. Mas também é importante saber com quem e com o que se pode realmente contar, sem conviver com a incerteza.

Um grande a braço e saúde!