terça-feira, 16 de novembro de 2010

Não deveria, mas...


...vou abrir uma excepção, para não deixar os estimados visitantes - ou será apenas um? -, privados da minha atenciosa resposta.
Vamos lá esmiuçar o assunto:


1. Nunca pensei, nem virei a pensar que sou bom, mas tenho algumas qualidades e quero esmiufrá-las antes de morrer.

2. Lamento, mas sou de estatura média e já não vou crescer mais, nem com danoninhos lá vai, a não ser, crescer para os lados.

3. É precisamente quando não estou no blogue, que amavelmente visitou, que aproveito para evoluir, seja a trabalhar, a treinar ou em família.

4. Aplaudo as suas qualidades de adivinho; de facto os meus Pais são agricultores, gente humilde, que não inveja, nem diz mal de terceiros, ao contrário de outros, os anónimos. E agradeço à minha Mãe e ao meu Pai, terem feito uma pausa na horta, para me fazerem as orelhas. Porque o que eu gosto mesmo é de viver e deixar viver os outros, e se puder ajudar quem precisa e deixa, tanto melhor.

Próximo!!!

Seguidamente, temos uma mensagem mais de cariz técnico, e bem a meu jeito, aproveito para agradecer, uma vez mais, publicamente, ao veterinários das minhas 3 burras de estimação.

Ora então, amigo Antunes, vamos lá afinar o assunto:

1. Na verdade, o Hugo Santos é o melhor mecânico amador de bicicletas que conheço. Melhor que alguns que se dizem mecânicos, e até têm loja aberta e tudo, mas não passam de maus aprendizes de mecânicos de bicicletas, ou seja, estragam mais do que arranjam.

2. Como é praticamente meu vizinho, então é "ouro sobre azul".

3. Sendo mecânico amador, a questão do "quanto custa?" não se coloca. Compreende?

Um bem haja pelos vossos comentários, caros visitantes "sr. anónimo" e José Antunes.

4 comentários:

Triatlo da Maria disse...

Ó Pedro é preciso teres muita paciência :-) Realmente há cada um... Este pessoal anda todo a precisar de ir ao psiquiatra. As frustações tratam-se, não é preciso andar a agredir o próximo. O que eu gosto mais é que depois não assinam. Pois, faltam os "ditos".
Enfim...

Maria

Pedro Brandão disse...

Oi grande Pedro. Tem paciência com estes frustrados que não podem ver ninguem a dedicar-se e a ter resultados em alguma coisa. É um mal genetico de muitos do nosso país. Não saber com o sucesso dos outros é mesmo estupido. Mas temos que levar com estes cromos. O melhor é ignorar estes "anonimos" cobardes.
COntinua companheiro. És um exemplo para muitos e para mim em particular. Grande abraço.

Paulo Vieira "aka" Eskravo disse...

Olá Pedro....
Já te tinha em grande conta como pessoa e ser humano,mas depois da resposta a tamanho individuo pelo qual nem merece ser tatado pelo nome(se calhar até ele tem vergonha da sua pessoa,caso contrario assinaria o comentário),a partir de hoje passo te a tratar como Sr.Prof.Pedro(e mesmo seundo eu teu colega de equipa terei de te tratar assim).Abraço e bo treino!

Triatleta disse...

Caros Amigos,

Os cobardes anónimos, em fóruns e blogues, sempre foram, e sempre serão para mim, motivo de atenção. Afinal de contas, são seres humanos que necesitam de umas palavrinhas de apreço, para os ajudar a vencer a timidez e a crise de identidade.

Paulo: "trabalho é trabalho, conhaque é conhaque", isto é, no desporto, sou apenas o Pedro Pinheiro, para respeitar e ser respeitado, mas tratando e sendo tratado "tu cá, tu lá".

Abraço e bons treinos.