sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

25 Anos de Competição

Em 1986, ainda fervilhava em mim a vitória do campioníssimo Carlos Lopes na Maratona dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, prova à qual assisti pela televisão, sem os meus pais saberem e até altas horas da madrugada. Aquele fantástico acontecimento marcou-me de forma indelével para toda a vida! 

E foi com toda a naturalidade, que um miúdo de uma aldeia, com os seus 12 anos de idade, sonhou ser um campeão no atletismo, assim que surgiu a primeira oportunidade de praticar a modalidade, orientado pelo Sr. Jorge Miguel, no Clube de Natação de Rio Maior.

Até chegar à atualidade, a história é longa e repleta de estórias, e seriam necessárias muitas horas e muitas páginas para relatar tudo o que de bom e mau passei ao longo de 25 anos dedicados aos treinos e às competições desportivas.

De um modo geral, prefiro recordar os aspetos mais positivos de todos os clubes que representei e me proporcionaram condições para desenvolver a minha atividade, de todos os treinadores que investiram recursos comigo e com os quais aprendi e evolui, de todos os adversários que me estimularam a treinar mais e melhor para os vencer, de todos - e foram imensos! -, os amigos que fiz em todo este tempo que passou.

Os treinos, as provas, as viagens, os locais que visitei, o que conheci em Portugal e no estrangeiro, as lesões, as vitórias, as derrotas, as dores e o sofrimento, as alegrias, as decepções, as pessoas com que contatei, o meu percurso académico, e por estranho que pareça,  até a minha esposa e o meu filho, são fruto da atividade desportiva. 

Poderia morrer agora com estas 3 certezas: não seria a mesma pessoa, não teria chegado onde cheguei e não teria o que tenho na atualidade se não fosse o desporto de competição. 
Se poderia ser feliz doutra forma? Admito que sim. Mas não seria, de modo algum, a mesma coisa. 

Prefiro continuar ser feliz desta forma.

Boas Festas, Bom Ano de 2012, com saúde e felicidade!

4 comentários:

Carlos Diogo Lima disse...

Gostei do Post!! Um bom Natal, e um bom 2012 para ti, cheio de treinos provas, saude e tranquilidade!

Pedro Brandão disse...

Muita força e saude para ti e para todos os teus. um santo natal e boas entradas.

Tama'ra disse...

Muitos Parabéns por tudo, professor :)

É por causa de pessoas como o stor que eu continuo neste "vício", que é o desporto ! Nunca me arrependerei de o fazer !

Obrigada ;)

Desejo-lhe um grande Natal e um ótimo ano novo, pleno de alegrias e conquistas!

Tamára

Jordão Alves disse...

Ola amigo Pedro, concordo com o teu raciocínio e tenho imensa pena de ter descoberto tao tarde o desporto.
Boas festas e até um dia destes.